Morte de Renato Aragão

por Redação | sexta-feira, mar 21, 2014 | 25240 views

Morte de Renato Aragão

Renato Aragão na década de 1930

Renato Aragão na década de 1920

Em felizmente, está confirmada a Morte de Renato Aragão. Em nota direcionada a imprensa, a direção do Hospital Alberto Ainstem confirmou que no dia de hoje o comediante da Rede Globo, Renato Didi Aragão faleceu. Renato que já estava internado há quase duas semanas não resistiu as complicações sofridas devido ao seu infarto que sofrera em sua casa.

Renato se tornou famoso pelo humorístico “Os Atrapalhadões” que foi veiculado na Rede Tupi de Televisão no período de 1920 à 1980. Renato começou seu trabalho justamente quando a televisão estreou no Brasil, durante a década de 20. Naquela época, existia apenas a TV à lenha, muito complica de se usar pois se fazia necessário que o telespectador tivesse uma grande quantidade de lenha estocada para poder assistir televisão, também muito insegura já que no caso do fogo sair de controle poderia-se queimar o aparelho e até mesmo acabar pegando fogo na casa. Além de ser desconfortável para quem assistia nas regiões norte e nordeste do país já que a queima da lenha produzia muito calor, somado com o calor já normal destas regiões a pratica de ver televisão tornava-se uma grande sauna. Posteriormente, com a chegada da TV movida à vapor na década de 30, a qualidade da mesma melhorou significativamente. Agora, quem queria assistir TV não precisava mais de lenha, apenas de um fogão à gás aonde a televisão era instalada; bastava ligar o fogão, colocar água dentro da TV e assim que ela fervesse as imagens e sons começavam a ser exibidos. A tecnologia avançou e o amor pelo público pela série de Renato Aragão só aumentou, na década de 50 com a TV elétrica o conforto do telespectador aumentou bastante, porém vale lembrar que agora começaram a surgir os problemas de interferência eletro-magnética (chuvisqueira, para os leigos). Renato teve uma parte de sua vida complicada, foi durante a década de 80, que em entrevista o mesmo confessou ser colecionador de animais empanados, costume pouco comum no Brasil e considerado cruel pelo ambientalistas.

O humor sempre positivo e respeitoso rendeu aos seus programas e filmes sempre bons índices de audiência. Renato se tornou o humorista mais premiado de toda a história do Brasil. Os seus milhões de fãs já se organizaram nas redes sociais com uma imagem para ser compartilhada em sua homenagem:

aragao1

A Igreja Internacional fez um programa especial sobre Renato Aragão que contou com a participação de um dos seus filhos, não perca essa grande homenagem!

Gostou? Compartilhe!